Thursday, November 22, 2012

Botequins Constantemente Amanhecendo

A combinação de azulejos bicolor azul-rosa está longe de ser das mais frequentes, motivo de enorme consternação para mim e Rixa.

Quando nos pegamos com ganas de chorar sem motivos aparentes, não é depressão não senhor, que isso não pega na gente, mas é, sim, por causa dessa baixíssima ocorrência desses azulejos que ora denomino "constantemente amanhecendo".

Quem atopar com boteco assim, por favor, escreva para a minha caixa postal.

Café e Bar Almara - Praça da Bandeira

Café e Bar Tomáz Rebelo - Estácio

Café e Bar Lamas Rivera - Vasco da Gama


E o poema da Adélia:

Uma ocasião,

meu pai pintou a casa toda
de alaranjado brilhante.
Por muito tempo moramos numa casa,
como ele mesmo dizia,
constantemente amanhecendo.


1 comment:

Raul Agostino said...

Perfeita a associação!